CARACTERÍSTICAS DAS MADEIRAS

Fonte: IPT.br

MADEIRA PINUS

Pinus
Nome científico:
Pinus elliottii Engelm., Pinaceae.

Observação: Madeira de reflorestamento.

Outros nomes populares: pinheiro, pinheiro-americano, pinus.

Nomes internacionais: slash pine, southern pine (BSI,1991), southern yellow pine.

Ocorrência:
Brasil: Amapá, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo.
Outros países: Estados Unidos.

USO
Construção civil:
Leve interna, estrutural:
ripas
partes secundárias de estruturas
Leve interna, utilidade geral:
cordões
guarnições
rodapés
forros
lambris
Uso temporário:
fôrmas para concreto
pontaletes
andaimes

Mobiliário:
Utilidade geral:
móveis estândar
partes internas de móveis inclusive daqueles decorativos

Outros usos:
cabos de vassoura
palitos
chapas compensadas
lâminas decorativas
peças torneadas
artigos de esporte e brinquedos
embalagens
bobinas e carretéis
pincéis

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

EUCALIPTO SALIGNA

60-eucalipto_tang_80_Zoom
Nome científico:
Eucalyptus saligna Sm., Myrtaceae.

Outros nomes populares: eucalipto, saligna.

Nomes internacionais: blue gum (Austrália), sidney blue gum (Austrália).

Ocorrência:
Brasil: Bahia, Góias, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo.
Outros países: África do Sul, Chile, Congo, Malauí, Nigéria, Nova Zelândia, Quênia, Zaire.

Uso:
Construção civil:

Pesada externa:
postes
mourões
cruzetas
Pesada interna:
caibros
vigas
Leve interna, estrutural:
ripas

Assoalhos:
tacos

Mobiliário:
Utilidade geral:
móveis estândar
partes internas de móveis inclusive daqueles decorativos

Outros usos:
lâminas de utilidade geral
chapas compensadas
embalagens

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

CEDRINHO

cedrinho-nl_830

Nome científico: Erisma uncinatum Warm, Vochysiaceae.

Outros nomes populares: bruteiro, cachimbo-de-jabuti, cambará, cambará-rosa, cedrilho, jaboti, jaboti-da-terra-firme, quaruba-vermelha, quarubarana, quarubatinga, verga-de-jabuti.

Nomes internacionais: jaboty (ATIBT,1982), kwanie (Guiana).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia.
Outros países: Guiana, Guiana Francesa, Suriname, Venezuela.

Usos
Construção civil:
Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
Leve interna, estrutural:
ripas
Leve interna, utilidade geral:
lambris
molduras
guarnições
forros
Uso temporário:
andaimes
fôrmas para concreto
pontaletes

Mobiliário:
Utilidade geral:
móveis estândar
partes internas de móveis inclusive daqueles decorativos

Outros usos:
lâminas decorativas
chapas compensadas
embalagens

Orçamento Online

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

CUMARU

Zoom_Cumaru_Radial_75
Nome científico:
Dipteryx odorata (Aublet.) Willd., Leguminosae.

Outros nomes populares: camaru, camaru-ferro, cambaru, cambaru-ferro, champanha, cumaru-amarelo, cumaru-da-folha-grande, cumaru-escuro, cumaru-ferro, cumaru-rosa, cumaru-roxo, cumaru-verdadeiro, cumbari, cumbaru-ferro, muirapagé.

Nomes internacionais: charapilla (Peru), cumaru (ATIBT,1982; BSI,1991), ebo (Costa Rica; Honduras; Panamá), faux gaiax (Guiana Francesa), gaiac de cayenne, koemaroe (Suriname), sarrapia (Colômbia; Venezuela), tonka (Guiana).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia.
Outros países: América Central, Bolívia, Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname, Venezuela.

Durabilidade natural: o cerne apresenta alta resistência ao ataque de organismos xilófagos (fungos apodrecedores e cupins). (IPT,1989a) Em ensaios de campo com estacas em contato com o solo, esta espécie apresentou alta durabilidade aos organismos xilófagos  (Jesus et al.,1998) e foi considerada com durabilidade superior a 12 anos de serviço em contato com o solo. (SUDAM/IPT,1981; Fosco Mucci et al.,1992) Apresentou baixa resistência, em ensaios de campo, aos xilófagos marinhos. (Lopez,1982)

Usos
Construção civil:
Pesada externa:
pontes
postes
mourões
estacas
esteios
cruzetas
dormentes ferroviários
Pesada interna:
vigas
caibros
Leve em esquadrias:
batentes
Leve interna, decorativa:
forros
lambris

Assoalhos:
tacos
tábuas
parquetes
degraus de escada

Mobiliário:
Alta qualidade:
partes decorativas de móveis

Outros usos:
cabos de ferramentas
transporte
embarcações

Orçamento Online

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

MAÇARANDUBA

Macaranduba_Tangencial
Nome científico:
Manilkara spp., Sapotaceae.

Observação: a Madeira de maçaranduba pertence ao grupo de espécies do gênero Manilkara que produzem Madeiras pesadas, duras, de coloração castanho-avermelhada. Dentre essas espécies, pode-se mencionarManilkara amazonica (Huber) Chevalier (sinônimo M. bidentata subsp. surinamensis (Miq.) Penning.; M. cavalcantei Pires & Barb. Rodr. ex Penning.; M. huberi (Ducke) Chevalier; M. inundata (Ducke) Ducke. Essas Madeiras recebem nomes vulgares típicos em suas regiões de ocorrência, como aparaiú, marapajuba-da-várzea, maçaranduba, marapajuba, maçaranduba-de-leite e maçarandubinha, na Amazônia; maçaranduba e paraju, no sul da Bahia até as regiões Sul e Sudeste. Como essas Madeiras são semelhantes nas suas características e têm o mesmo valor no comércio, nesta ficha são tratadas em conjunto, sendo mencionada a espécie, quando pertinente.

Outros nomes populares: aparaiú, balata-verdadeira, maçaranduba-de-leite, maçaranduba-verdadeira, maçarandubinha, maparajuba, marapajuba-da-várzea, paraju.

Nomes internacionais: balata, bullet wood, maçaranduba (ATIBT,1982), massaranduba (BSI,1991), sapodilla.

Ocorrência:
Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina.
Outros países: América Central, Colômbia, Guiana, Peru, Suriname.

Uso:
Construção civil:

Pesada externa:
dormentes ferroviários
pontes
cruzetas
estacas
Pesada interna:
tesouras
vigas
caibros

Assoalhos:
tacos
parquetes

Mobiliário:
Alta qualidade:
partes decorativas de móveis (puxadores, entalhes)

Outros usos:
peças torneadas
instrumentos musicais (arcos de violinos)
transporte
lâminas
tacos de bilhar

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

ANGELIM PEDRA

Zoom_AngelimPedra_Tangencial_75
Nome científico:
Hymenolobium petraeum Ducke, Leguminosae.

Observação: nesta ficha são apresentadas informações para a espécie H. petraeum, no entanto existem outras espécies de Hymenolobium, como H. complicatum Ducke, H. elatum Ducke, H. excelsum Ducke, H. heterocarpum Ducke, H modestum Ducke, que são comercializadas no Brasil como angelim-pedra.

Outros nomes populares: angelim, angelim-amarelo, angelim-da-mata, angelim-do-pará, angelim-macho, mirarema.

Nomes internacionais: angelim-pedra (Espanha; Estados Unidos; França; Grã Bretanha; Itália), erejoerde, lialiadan koleroe, saandoe (Suriname), sapupira amarela (ATIBT,1982), St. Martin Gris (Guiana Francesa).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia.
Outros países: Guiana, Guiana Francesa, Suriname.

Usos:
Construção civil:

Pesada interna:
vigas
caibros
Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
Leve interna, decorativa:
forros
lambris
Leve interna, estrutural:
partes secundárias de estruturas
ripas
Uso temporário:
pontaletes
andaimes
fôrmas para concreto

Mobiliário:
Utilidade geral:
móveis estândar

Outros usos:
cabos para cutelaria
lâminas decorativas

Uso:
Construção civil:

Pesada externa:
dormentes ferroviários
pontes
cruzetas
estacas
Pesada interna:
tesouras
vigas
caibros

Assoalhos:
tacos
parquetes

Mobiliário:
Alta qualidade:
partes decorativas de móveis (puxadores, entalhes)

Outros usos:
peças torneadas
instrumentos musicais (arcos de violinos)
transporte
lâminas
tacos de bilhar

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Cambará

Zoom_Cedrinho_Tangencial_75

Nome científico: Erisma uncinatum Warm, Vochysiaceae.

Outros nomes populares: bruteiro, cachimbo-de-jabuti, cambará, cambará-rosa, cedrilho, jaboti, jaboti-da-terra-firme, quaruba-vermelha, quarubarana, quarubatinga, verga-de-jabuti.

Usos
Construção civil:

Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
Leve interna, estrutural:
ripas
Leve interna, utilidade geral:
lambris
molduras
guarnições
forros
Uso temporário:
andaimes
fôrmas para concreto
pontaletes

Mobiliário:
Utilidade geral:
móveis estândar
partes internas de móveis inclusive daqueles decorativos

Outros usos:
lâminas decorativas
chapas compensadas
embalagens

Uso:
Construção civil:

Pesada externa:
dormentes ferroviários
pontes
cruzetas
estacas
Pesada interna:
tesouras
vigas
caibros

Assoalhos:
tacos
parquetes

Mobiliário:
Alta qualidade:
partes decorativas de móveis (puxadores, entalhes)

Outros usos:
peças torneadas
instrumentos musicais (arcos de violinos)
transporte
lâminas
tacos de bilhar

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Cedro Mangue

Zoom_Jacareuba_Tangencial_75

Nome científico: Calophyllum brasiliense Cambess., Guttiferae.

Outros nomes populares: cachincamo, cedro-do-pantano, cedro-mangue, guanandi, guanandi-carvalho, guanandi-cedro, guanandi-piolho, guanandi-rosa, landi, landim, mangue, oladim.

Nomes internacionais: aceite (Colômbia), aceite maria, alfaro (Peru), bella maria (Equador), jacareuba (BSI,1991), koerli, kurahara (Guiana), lagarto caspi (Peru), lorahara (Suriname), maria (Equador), ocuje (Cuba), palo maria (Suriname; Venezuela), santa maria (ATIBT,1982).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Mata Atlântica, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo.
Outros países: América Central, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname, Venezuela.

Usos

Construção civil:
Leve interna, decorativa:
lambris
painéis
forros
Leve interna, estrutural:
ripas
partes secundárias de estruturas

Mobiliário:
Alta qualidade:
revestimento (lâmina) de móveis decorativos

Outros usos:
tanoaria
montantes de escadas singelas ou extensíveis
embalagens

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Cedro Rosa

Zoom_Cedro_Radial_75

Nome científico: Cedrela spp., Meliaceae.

Outros nomes populares: cedro-amargo, cedro-amargoso, cedro-batata, cedro-branco, cedro-cheiroso, cedro-do-amazonas, cedro-manso, cedro-rosa, cedro-verdadeiro, cedro-vermelho.

Nomes internacionais: acajou femelle, ceder, cedes, cedo clavel (Colômbia), cedre acajou (Guiana Francesa), cedro (ATIBT,1982), cedro amargo (Panamá), cedro amarillo (Venezuela), cedro blaco, cedro caoba, cedro colorado (Peru), cedro de castilla (Equador), cedro hembra (Rep. Dominicana), cedro macho (Cuba), cedro oloroso, cedro real (El Salvador), cedro-rosa (Suriname), cigarbox (Estados Unidos), cóbano (Costa Rica), culche (México), kurana (Guiana), redceder, south american cedar (BSI,1991), spanish cedar (Estados Unidos; Inglaterra).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo.
Outros países: América Central, Argentina, Bolívia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname.

Usos

Construção civil:
Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
Leve interna, decorativa:
lambris
painéis
molduras
guarnições
forros

Mobiliário:
Alta qualidade:
móveis finos
móveis decorativos

Outros usos:
chapas compensadas
embalagens
molduras para quadros
moldes e modelos
decoração e adorno (escultura e entalhe)
decoração e adorno
instrumentos musicais ou parte deles
embarcações (coberturas, pisos, forros)

 

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Garapeira

Zoom_Garapa_Radial_75

Nome científico: Apuleia leiocarpa (J. Vogel) J. F. Macbr., Leguminosae.

Outros nomes populares: amarelinho, barajuba, garapeira, gema-de-ovo, grápia, grapiapúnha, jataí-amarelo, muirajuba, muiratuá.

Nomes internacionais: grapia (ATIBT,1982).

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Mata Atlântica, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo.
Outros países: Argentina, Paraguai, Uruguai.

Usos

Construção civil:
Pesada externa:
pontes
estacas
dormentes ferroviários
cruzetas
mourões
postes
Pesada interna:
vigas
caibros
Leve em esquadrias:
portas
venezianas
caixilhos
Leve interna, decorativa:
cordões
guarnições
forros
rodapés

Assoalhos:
tacos
tábuas
parquetes
degraus de escada

Mobiliário:
Alta qualidade:
móveis decorativos

Outros usos:
cabos de ferramentas
transporte

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Ipê

Zoom_Ipe_Tangencial_75

Nome científico: Tabebuia spp., Bignoniaceae.

Observação: a Madeira de ipê pertence ao grupo de espécies do gênero Tabebuia que produzem Madeiras pesadas, duras, de coloração pardo-acastanhada, com seus vasos obstruídos por ipeína (substância de cor amarela-esverdeada). Dentre essas espécies, pode-se mencionar Tabebuia ochraceae (Cham.) Bureau,Tabebuia impetiginosa (Mart. ex DC.) Standl., Tabebuia longifolia (Bureau) Standl. e Tabebuia serratifolia(Vahl.) Nichols.
Essas Madeiras, recebem nomes vulgares típicos em suas regiões de ocorrência, como pau-d´arco, da Amazônia até o sul da Bahia; ipê, ipê-amarelo e ipê-roxo, nas regiões Sul e Sudeste; e piúna, piúna-amarela e piúna-roxa, em Mato Grosso e Goiás.
Como essas Madeiras são semelhantes nas suas características e no comércio têm o mesmo valor; nesta ficha são tratadas em conjunto, sendo mencionada a espécie, quando pertinente.

Outros nomes populares: ipê-amarelo, ipê-do-cerrado, ipê-pardo, ipê-preto, ipê-roxo, ipê-tabaco, ipê-una, ipeúva, pau-d’arco, pau-d’arco-amarelo, peúva, piúna, piúna-amarela, piúna-roxa, piúva, piúva-do-serrado.

Nomes internacionais: bethabara, ipé (ATIBT,1982), ipê (BSI,1991), lapacho, lapacho ararillo.

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Mata Atlântica, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo.
Outros países: América Central, Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname.

Usos

Construção civil:
Pesada externa:
pontes
dormentes ferroviários
cruzetas
defensas
Pesada interna:
vigas
caibros
Leve em esquadrias:
portas
janelas
batentes
Leve interna, decorativa:
guarnições
rodapés
forros
lambris

Assoalhos:
tábuas
tacos
parquetes
degraus de escada

Mobiliário:
Alta qualidade:
partes decorativas de móveis

Outros usos:
artigos de esporte e brinquedos
cabos de ferramentas
implementos agrícolas
peças torneadas
transporte
instrumentos musicais ou parte deles

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem

Jatobá

Zoom_Jatoba_Radial_75

Nome científico: Hymenaea spp., Leguminosae.

Observação: o gênero Hymenaea , com várias espécies (Hymenaea courbaril L., Hymenaea intermedia Ducke,Hymenaea oblongifolia Huber, Hymenaea parvifolia Huber, Hymenaea stilbocarpa Hayne), é encontrado em quase todas as matas nativas do País. A espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne, ocorre desde o estado do Piauí até o Paraná e a espécie Hymenaea courbaril L. é mais comum na Amazônia. Como essas Madeiras são semelhantes quanto à densidade de massa e caracteres anatômicos, no comércio têm, praticamente, o mesmo valor. Assim nesta ficha essas Madeiras são tratadas em conjunto, sendo mencionada a espécie, quando pertinente.

Outros nomes populares: copal, courbaril, jataí, jataíba, jatobá-curuba, jatobazinho, jutaí, jutaí-açu, jutaí-do-igapó, jutaí-grande, jutaí-mirim, jutaí-vermelho, quebra machado.

Nomes internacionais: algarrobo (Colômbia; Venezuela), courbaril (ATIBT,1982) (Cuba; Guiana; Guiana Francesa; Peru; Inglaterra), loksi, lokus (Suriname), rode locus.

Ocorrência:
Brasil: Amazônia, Mata Atlântica, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo.
Outros países: América Central, Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname.

Usos

Construção civil:
Pesada externa:
dormentes ferroviários
cruzetas
Pesada interna:
vigas
caibros
tesouras
Leve em esquadrias:
portas
janelas
batentes
Leve interna, decorativa:
guarnições
rodapés
painéis
forros
lambris

Assoalhos:
tábuas
tacos
parquetes
degraus de escada

Mobiliário:
Alta qualidade:
móveis finos

Outros usos:
artigos de esporte e brinquedos
cabos de ferramentas
implementos agrícolas
peças torneadas
transporte

ORÇAMENTO ONLINE

Solicite um orçamento direto com nosso Departamento Comercial.

Seu Nome

E-mail:

Telefone com DDD:

Mensagem